O que saber sobre o mercado imobiliário na hora de vender?

O processo de vender imóveis geralmente não tolera erros. Para fazer parte da área com sucesso, é essencial descobrir o que saber sobre o mercado imobiliário na hora de vender. Compreender as minúcias desse ramo pode ser um grande diferencial para vendedores, especialmente em relação à concorrência.

O mercado imobiliário cresce mais e mais a cada ano, se tornando cada vez mais promissor para quem deseja investir ou trocar de casa ou apartamento. Porém, fazer parte dele não é tão simples quanto parece e é preciso estar preparado para o que estará por vir quando o investimento se iniciar.

Geralmente, o mercado de trabalho é trabalhado de seis em seis anos, baseando-se na demanda de uma determinada região ou tipo específico de imóvel, seja para fins residenciais ou de investimento. Ao perceber essa movimentação, as imobiliárias passam a lançar empreendimentos que a supra.

A fase seguinte é detectada quando há um aumento nesses lançamentos. Descobrir o que saber sobre o mercado imobiliário na hora de vender é um passo essencial especialmente para quem não é familiarizado com o assunto e para quem precisa inovar suas técnicas e melhorar seus resultados.

Afinal, o que saber sobre o mercado imobiliário na hora de vender?

Na hora de vender, é preciso ter em mente que existem empreendimentos que demoram anos para serem finalizados, ou seja, a demanda da clientela precisa sempre estar sendo atendida. É preciso conciliar prazos e conciliar o valor de investimentos a fim de não ficar longos períodos sem efetuar vendas.

– Cada fase da venda de imóveis conta com uma taxa de juros ou de outras burocracias incididas sobre elas, o que pode valorizar ou desvalorizar imóveis. Em ambas as fases é necessário agir com cautela, uma vez que pode-se tanto perder quanto ganhar clientes.

Em fases de valorização, as técnicas de vendas devem estar afiadas e a busca por clientes chave que com certeza fechem o negócio e recomendem os serviços

– A maneira mais simples de ingressar nesse ramo é a partir da compra de um imóvel. Esse mercado também possibilita que você invista em frações de um imóvel, ou seja, participe do lucro obtido caso ele seja vendido. Porém, é preciso se atentar às vantagens e desvantagens desse tipo de investimento:

  • Analise o potencial de crescimento da região. É uma região central? Possui pontos importantes para uma boa vivência, como supermercados, lojas de conveniência, farmácias e hospitais por perto? A localização é essencial na precificação.
  • Como é a infraestrutura do local? Ele precisará de reformas e ajustes intensos? O preço em junção com esses gastos será aceitável? O local é acessível para cadeirantes e idosos? Tudo isso pode influenciar na fatia de lucro final.
  • É possível que o móvel não seja vendido e precise entrar em oferta? Se sim, compensará baixar seu preço no futuro? Quais são as perspectivas futuras do mercado imobiliário?
  • Devo contar com a ajuda profissional na hora de criar contratos ou divulgar a venda do imóvel? É possível que esse gasto interfira no meu lucro final?

Todos esses pontos são muito importantes na hora de descobrir o que saber sobre o mercado imobiliário na hora de vender. Alinhando todas essas dúvidas, é possível saber se essa é a hora de investir ou se é melhor esperar mais um pouco.

O que saber sobre o mercado imobiliário em 2017

Especialistas na área indicaram que o ano de 2017 contaria com algumas mudanças positivas para quem decidisse investir na área e para quem já estivesse trabalhando nela. Essas mudanças foram de fato vistas até o momento e alguns pontos ainda estão para acontecer.

Uma redução nas taxas de juros já foi verificada, mas ainda há mais para acontecer. Por outro lado, a dinâmica perfeita esperada no mercado ainda deve demorar um pouco para se estabilizar e podem haver algumas dificuldades para quem está incluso no ramo.

Já na área de locações, o grande impacto está por conta da atividade econômica. Por mais que algumas melhoras tenham sido observadas através de alguns indicadores, ainda há expectativa de melhora dentro dos próximos meses.

Quem deseja comprar um imóvel deve estar atento e efetuar diversas pesquisas e avaliações antes de fechar o negócio. Como a taxa de juros ainda não está ideal, o imóvel deve realmente valer a pena tanto para quem compra quanto para quem vende. Uma nova perspectiva de precificação também não deve ser descartada.

A demanda e a procura de imóveis está mais baixa do que o normal devido à crise, fato comprovado através de uma queda no índica de velocidade de vendas. Empresários tem tido bastante cautela e torcido por um aumento no capital de giro, que tem sido forçado por lançamentos e ofertas em imóveis.

A duração da crise mundial tem se estendido além do previsto, obrigando que sejam feitos alguns ajustes de preço, consequentemente esperando-se que ele desencadeie um novo ciclo de produção imobiliária, fato importante dentre o que saber sobre o mercado imobiliário na hora de vender.

O desempenho do mercado de trabalho e sua baixa de forma geral tem afetado menos a área de mercados imobiliários do que se tem visto em outras áreas, mas ainda assim existem efeitos. Por isso faz-se tão importante certificar-se de investir em “causas ganhas” e imóveis com excelente condição e localização.

A taxa de desemprego dobrou desde o ano de 2014, alcançando mais de 12 milhões de desempregados no total. Ao se falar de vendas, fala-se de investimento, e esse momento pede que a queda na renda impeça o estímulo de compra de imóveis. É um bom momento para melhorar as técnicas de venda.

Outro ponto a analisar sobre o que saber sobre o mercado imobiliário na hora de vender é o fato de não existir uma taxa fixa que indique a melhoria do mercado de venda de imóveis ao longo de 2017, mas que ela é garantida por especialistas, afinal, esse é um mercado que não realmente para.

Justamente o otimismo de que “pior do que está não fica” está desencadeando uma sensação de ansiedade que abrange todo o mercado de capital de giro, fazendo com que as pessoas não consigam mais esperar na hora de efetuar compras e que desejem a sensação de “um novo começo”.

A recuperação do comércio deve acontecer antes da do mercado residencial, o que é um estímulo para que as rendas voltem a subir e a compra de imóveis volte a ser um foco de empresários e investidores em geral.

O momento exige que compradores tentem barganhar descontos, então já é essencial ir a uma venda preparado para contornar atitudes do tipo. É possível calcular uma forma de ambos os lados saírem satisfeitos, então compareça já com todas as perspectivas possíveis planejadas.

Contar com a ajuda de um economista também não é uma ideia tão ruim no momento, então pese a necessidade de ter um profissional auxiliando seus lucros no restante de 2017 e espere pelas inevitáveis melhoras no setor.

Tecnologias para imobiliárias, sites e outros aparatos

Conheça o site Tecnologia IMB, ideal para se informar e conhecer mais sobre o mercado imobiliário e garantir tecnologias para seu negócio sem gastos em excesso e com a garantir de todo a qualidade que você merece para descobrir o que saber sobre o mercado imobiliário na hora de vender:

Leia também

10 dicas de tecnologias inovadoras para imobiliárias

Conheça as ferramentas virtuais que podem ajudar e fazer suas vendas subirem. Confira! Que…